Cardiologia Geral

Síncope vaso-vagal: abordagem comportamental

Pacientes portadores de síncopes por quadro vaso-vagal, devem seguir utilizar de medidas comportamentais para evitar que tenham eventos. Vejam aqui algumas delas:
1) Mantenha-se sempre hidratado. Recomenda-se a ingestão de 2 litros de líquidos por dia, com aumento nos dias de maior calor. Obviamente, desde que não haja contra-indicação, como em pacientes com insuficiência cardíaca.
2) Alimentação é fundamental e deve ser feita em intervalos regulares, em torno de 3/3 horas.
3) Evite as situações que podem desencadear episódios de síncope ( ‘desmaio’). Destacam-se: ficar muito tempo em pé, ambientes quentes, mudar de posição rapidamente, ambientes com muitas pessoas em volta, etc.
4) O uso de meias elásticas é encorajado, de média compressão e tamanho 3/4. O uso deve ser durante o dia e recomenda-se a troca a cada 3/4 meses, a depender do desgaste.
5) Em casos de sintomas que sejam sugestivos de síncope, realize manobras de contração musculares (veja abaixo) e evite respirar muito rápido. Tente ficar calmo e peça ajuda, sempre que possível. Se as manobras não estiverem tendo efeito, tente deitar-se e eleve as pernas em relação ao tronco.
6) Uma vez deitado, permaneça por cerca de 15 min e evite levantar-se rapidamente, sob risco de que os sintomas retornem.
7) Manobras de contração musculares:
Essas manobras são livres de risco, de baixo custo e bem efetivas para se evitar síncopes quando associadas assim que o paciente passa a ter
– Contratura de mão: consiste em cerrar os punhos com contração vigorosa dos músculos da mão e manter-se assim por 30-60 segundos. De maneira alternativa, pode-se pedir para a pessoa apertar algum objeto que tenha em suas mãos (p.e. bolinhas de massagem ).
– Cruzamento das pernas: cruze as pernas e tensione o quanto conseguir a musculatura das coxas, abdome e  região glútea pelo tempo que conseguir.
– Tensionamento dos braços: essa manobra consiste entrelaçar os dedos da mão e puxar uma mão contra a outra e puxá-las em direção contrária pelo tempo que conseguir, ou até os sintomas terem resolvido.
Leitura sugerida
Manual de recomendações gerais do Ambulatório de Síncope da Unidade Clínica de Arritmia do INCOR.
Dijk, NV e cols.Effectiveness of Physical Counterpressure Maneuvers in Preventing Vasovagal Syncope. The Physical Counterpressure Manoeuvres Trial (PC-Trial). JACC Vol. 48, No. 8, 2006 van Dijk et al. 1653  October 17, 2006:1652–7.Disponível aqui

Sobre o Autor

Daniel Valente

Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Ceará. Médico com residência médica em Clínica Médica pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e em Cardiologia Clínica pelo Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (InCor-HC-FMUSP). Instrutor ativo do curso de ACLS pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (sede SP) e pesquisador colaborador junto ao grupo MASS.

Deixe um comentário